quarta-feira, março 18, 2009

emprestado

jogo um verso
converso
não tô quieto
esperto
inseto
incerto
tento 
e tudo que sai 
empresto
eu não presto
nem pra um 
resto
de verso
desconverso
eu não presto.

12 comentários:

Celine Ramos disse...

ohhh...
tu presta,,,e pior nao empresta...tu dá mesmo...

Pra que melhor?
beeeeeeijo

Rodrigo disse...

Adoro jogo de palavras!

ana f. disse...

presta sim.. sua poesia principalmente..

Branca disse...

Interessante o jogo de palavras!

Bom dia pra vc,
bjos.

Ric disse...

Palavra aqui, palavra ali...
E uma bela composição surge!

Beijo.

Cáh disse...

eu tbm não presto hoje, hoje não!
quem sabe amanhã?




beijo grande

Bruno disse...

Adorei isso aqui tb!
Muito bom!

Bruno disse...

Gostei muito do som tb! =D

Thiago disse...

e é só o que resta. presta. você presta.

:)

george araújo disse...

é o rap do não presto!
massa lari!
congratulations!
hihi


bjo
>>

jorginho da hora disse...

NÃO PRESTA MESMO. uMA PESSOA QUE É CAPAZ DE MATAR UM MOSCO INDEFESO...!

alvarêz drewïzqe disse...

então me empresta esses versos...