segunda-feira, junho 04, 2007

Pelé (ou aqui jaz)

Tinha um gato no meio do caminho
No meio do caminho tinha um gato
No meio do gato abriram um caminho
Tinha no gato um caminho de rato
Tinha também um caminhão no meio
No meio do caminho fechando a estrada
Fincada no meio uma cruz que ja(z) dizia:
"Pelé a quem no meio partiram"
Bem no meio do caminho ele tinha ficado
No meio do caminho tinha um gato

homenagem póstuma a pelé, um pobre gato.

Um comentário:

Everton do N. Siqueira disse...

Nossa, to indo "fundo", postagem de 2007.....e essa nem tinha comentário...sou o único haha

Adorei teu poema.....