quarta-feira, abril 09, 2008

sim, conte aí!

O maluco sai do hospício
e encontra um taxista no ponto:

- Olá, você tá livre?
- Tô sim, porquê?
- Eu também e viva a liberdade!

7 comentários:

Celine disse...

Maluco??

Vivaaaa!

marcos assis disse...

viva a liberdade!!!!!!

Borba disse...

Já te disse que acho teu blogue muito bom, né?

SBTVD disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the SBTVD, I hope you enjoy. The address is http://sbtvd.blogspot.com. A hug.

marcos assis disse...

De tanto olhar você
Meu olho se enamorou
Só de imaginar, só de imaginar
Meu olho inventou o amor

Você me conhece bem
Conhece o amor também
Conhece o amor, já deve supor
Que apaixonou alguém

Imaginou, imaginou
Não era nada, fica onde estava
Imaginei, imaginei
Roupa de baixo, boca de baba
Imaginou, imaginou
Roupa molhada, boca de água
Imaginei, imaginei

Maria era de João
Janete era meu irmão
Você me ganhou, você me ganhou
Agora me quer ou não?

Pisando no céu do chão
Parado no seu portão
Eu peço pra entrar, eu posso passar
Espero sua permissão

Imaginou, imaginou
Não era nada, fica onde estava
Imaginei, imaginei
Roupa de baixo, boca de baba
Imaginou, imaginou
Roupa molhada, boca de água
Imaginei, imaginei


Imaginou
(Arnaldo Antunes / Davi Moraes)

avessodoavesso disse...

vivaaaaaaaaaa

PatSodré disse...

Conheci muitos desses, que me disseram coisas fenomenais assim!

Eles sempre me surpreendem e eu me entrego a essa loucura!

E me divirto também, porque seus filhos gêmeos se chamam "xaxa e xuxu" (rs)