quinta-feira, abril 03, 2008

crônica da "ôsadia" no buzu


Sinceramente não sei onde baiano
acha tanta ôsadia.
Talvez pelos bares, lugares mais
frequentados por aqui, milhares de motéis
ou mesmo nos buzus.
Ah.. porque como diz Celine "dê um real mas
não dê ôsadia".
Motivo? A pessoa pode chegar ao ponto de sentar
junto com o cobrador, mandar beijo pro motorista
e falar mal de todos quantos registrem na borboleta...
Com uma coisa dessas, em plena manhã se percebe que baiano
não compra ôsadia: até porque nada estaria aberto àquela hora...
Baiano toma ôsadia, no buzu ou em qualquer bar.

8 comentários:

Alfaia disse...

tá, eu não sei o que é "ôsadia".
não nesses termos baianos... ^^

mas é um texto que lembra também, de certa forma, o povo do norte.
é um texto quase familiar.
:]

A Outra disse...

só baiano para fazer certas coisas mesmo.
ô povinho "ôsado".
hehehhehe

bjs

avessodoavesso disse...

a minha ôsadia vem d tu
huahuahauha


bjos
>>

Larissa Santiago disse...

comigo mesmo naooOo
rai ai!
sauhsuhauhs

Carlos Vin disse...

baiano é um caso sério... Se tem algum lugar tem q ter ôsadia, se tem ôsadia nem precisa de lugar..

Mas eu mijei de rir com teu comentário lá no meu blog: "Eu só puta é nesse"..rs

Celine disse...

Ah! Dê 1 real...

Osadia na Bahia é coisa de berço ¬¬ , sangue...hehehe

PatSodré disse...

E no buzu um
baiano desses supra citados interrompe a nossa conversa, com a cara grudadinha na gente, pra inferir se aquarius é ou não um refrigerante!!

hauiahaiuhauiahiauhauihauiahuai
adooooooooro!

(Só se vê na Bahia)

"Belezas e Encrencas" por um Assessor de Imprensa disse...

É mais um dos encantos de quem tem a sorte de nascer pelas bandas de São Salvador.