quarta-feira, janeiro 08, 2014

ob ob servando

As garças brincam
na estranheza do lixo
uma beleza tão crua
quanto o lodo do rio
ninguém observa
a dança branca
nas águas negras
só uns homens berram
como animais pré-históricos
homens das cavernas
o rio calmo leva pessoas,
eu e lixo que só
Só eu percebo

3 comentários:

Gaby. disse...

"Eu e lixo que só, só eu que percebo"[...]
Bem ob observadíssimo.

marcos assis disse...

garça melhor que homem.

Larissa Santiago disse...

cárdeo por aqui?
saudade!